Ata da 2ª Reunião do 2º semestre (interna) 22/08/2016

Tópicos abordados

Nomes levantados na reunião passada para as series Vozes e Visões do semestre

  • A musicista e pesquisadora Janete El Haouli se colocou a disposição para participar da serie Vozes em duas datas: 26/9 ou, no mês de novembro, próximo ao encontro Sonologia. A data em setembro pareceu mais interessante ao grupo devido ao projeto do programa de rádio que está sendo delineado, para o qual a pesquisadora poderia colaborar dando informações de sua vasta experiência no assunto.
  • Janete ofereceu dois temas possíveis para sua entrevista: os programas de rádio e radio-arte, ou as vozes do radio. O primeiro pareceu mais pertinente.
  • A fim de preparar tal encontro, foi proposto um GE com textos da Janete no dia 12/9, com a possibilidade de estender o assunto até o encontro do dia 19/9. Esta possibilidade deverá ser confirmada, uma vez que o dia 19/9 está reservado, inicialmente, para o GE de Georgina Born, juntamente com o NuSom.
  • Outras convidadas sugeridas no encontro anterior foram a compositora Denise Garcia e Renata Roman, disponíveis, provavelmente, em outubro. De acordo com o cronograma do semestre as melhores datas parecem estar entre os dias 17/10 e 14/11.

GE dos grupos Sonora e NuSom com textos de Georgina Born

  • Foi sugerido o 2º artigo da autora disponível no Academia.edu. Davi se responsabilizou por cuidar deste GE, sugerindo o texto citado aos demais integrantes do NuSom.
  • Paralelamente ao GE, Valéria trouxe a informação de que há um interesse dos participantes do NuSom em conhecer melhor as atividades da Sonora, através de uma participação da rede nos encontros do grupo. Poderia ser feita uma apresentação de 20 min. aproximadamente, com o conteúdo das pesquisas realizadas (e não informações práticas relacionadas ao site, reuniões, etc.).

Encontrão

  • Uma possível data seria o fim de semana 26-27/11. Valéria se responsabilizou por contatar o CCSP e/ou o Fitacrepe para ver se algum deles se interessa em ceder o espaço. Eliana se responsabilizou por lançar o convite na lista de e-mails.

Programas para Radio USP

  • Foi sugerido retomar o brain storm da formação da Sonora, quando participantes mandaram suas ideias acerca da palavra SONORA. A fim de coletar material para uma possível vinheta, xs interessadxs gravariam a sua ideia e mandariam para ser processada.

 

Trabalhos realizados

  • Foi aberto um arquivo no google docs para rascunhar o projeto do programa de radio.
  • Ouviu-se alguns trechos de programas da Rede Radio Arte para ter noção de formatos existentes. Um dos ouvidos foi o realizado por Janete El Haouli para a rede.
  • Foi sugerida a escuta de La marche de l’histoire, produzido pela France Inter. O episódio recomendado foi Pierre Schaeffer, La radio de léndemains. O programa traz entrevistas e amostras de programas de radio feitos ao vivo por Schaeffer.

 

Próximo encontro

  • Confecção do Programa 1 a partir de sessões de escuta de programas selecionados.
  • Cada integrante deverá trazer uma amostragem de programa de sua preferência. Ariane se comprometeu em trazer um realizado por Renata Roman.

 

 

Ata da 1ª Reunião do 2º semestre (interna) 15/08/2016

Tópicos abordados 

Reinício das atividades retomando os projetos do 1º semestre

  • Lilian, em seu último encontro antes do nascimento de sua filhinha, fez um  breve retrospecto dos planos que foram idealizados no 1º semestre. Entre    eles, ressaltou o convite que foi feito à rede Sonora no início do ano para um possível projeto na Rádio USP, enfocando nossa pesquisa sobre mulheres na música.
  • Um segundo tópico apontado por ela foi a ideia de confeccionarmos um selo de gravação Sonora on-line. Foi discutida a possibilidade de uma parceria com o LAMI para as gravações e publicações das mesmas.
  • Valéria propôs o terceiro tópico, que seria o de realizarmos um “Encontrão   Sonora” envolvendo a apresentação de trabalhos de participantes da rede.   Este evento aproximaria integrantes que não habitam em São Paulo, mas que são assíduas (os) participantes via hangout.
  • Ficou estabelecido que não seria viável abraçar as 3 propostas. As mais atraentes pareceram ser os programas de rádio e o Encontrão, ainda assim em formatos concisos.
  • O prof. Iazzetta opinou que os programas de rádio, em geral, abarcam           entrevistas, audição de obras e alguns comentários extras. Ele crê que um     pacote fechado, com X programas, temas, etc., seja mais fácil de ser aceito   pelos responsáveis pela programação.
  • Lilian sugeriu mesclarmos nosso trabalho de pesquisa sobre compositoras   com a escuta de obras de mulheres.
  • Foi acordado que seria possível fazer um projeto com 4 programas, com uma amostragem do que aconteceu neste 1 ano e meio de Sonora. Eliana sugeriu os temas: música indígena, questões raciais, compositoras latino-americanas e mulheres na música experimental, com base nos GEs, Sessões Vozes e Visões constantes do site.

Relatos das atividades do mês de julho, em que as reuniões formais estavam suspensas

  • Eliana contou da experiência de participar do evento internacional “Sonora Compositoras”, compondo uma mesa de debates sobre a Mulher Multi. Apesar da coincidência do nome, o evento não tinha relação direta com a rede Sonora, a não ser pelo objetivo comum de dar visibilidade e valorizar a produção das mulheres na área da Música. Coordenada pela compositora Larissa Baq, a mesa debateu as diversas atividades assumidas pela mulher musicista para divulgar sua atividade artística: produzir, estudar, apresentar, divulgar, criar. Também abordou-se as dificuldades e obstáculos que o ambiente machista da música impõe a quem quer desafiá-lo.
  • O evento Sonora Compositoras teve lugar em diversas cidades do Brasil e em algumas do exterior. Em cada localidade ele pode ter um perfil diferente, de acordo com a curadoria. Após a realização em São Paulo, algumas integrantes da rede Sonora assumiram a coordenação de eventos em outros estados: Isabel Nogueira em Porto Alegre (RS) e Flora Holderbaum e Camila Zerbinatti em Florianópolis (SC).
  • Flora falou, por hangout, da experiência que está sendo organizar o evento em Florianópolis. Ela e Camila estão propondo fóruns de discussão em meio aos shows e eventos. Também estão propondo uma maior participação de compositoras e intérpretes ligadas à música erudita e experimental do que ocorreu em SP.
  • Ariane contou de sua participação em 2 eventos no mês de julho: o CMMR  International Symposium on Computer Music Multidisciplinary Research e o FIME (Festival Internacional de Música Experimental). Em relação a este último, além das apresentações foram feitos 2 encontros com as pessoas da rede Sonora e do Projeto Dissonantes.
  • Estas reuniões foram realizadas no SESC Consolação, com a presença dos coordenadores do FIME.  Em pauta relatos e discussões sobre a dificuldade das mulheres em ocupar espaços para mostrar trabalhos, ainda que estes espaços sejam acessíveis – como é o caso do Projeto Dissonantes.
  • Flora lembrou a apresentação de Fernanda Aoki no FIME, tratando de assuntos feministas. A convite de Fernanda, várias integrantes da Sonora e das Dissonantes participaram de sua performance.

Trabalhos realizados

  • Leitura de Edital Ibero-americano para financiamento de eventos, visando viabilizar o Encontrão Sonora.

Próximo encontro

  • Foi acatada a sugestão prévia dada por Camila de convidar a compositora Marcela Lucatelli para uma entrevista na série Vozes. Marcela falaria sobre a própria obra e sobre a experiência que teve em Darmstadt ao assistir o festival de 2016, com atividades dedicadas à questão de gênero. Para este evento faríamos flyers online, em vez de papel. Mariana sugeriu divulgar no CMU News. Outras possíveis convidadas seriam a compositora Denise Garcia e Renata Roman.
  • Textos para GEs: ficou combinado que procuraremos artigos de Georgina Born, futura convidada do Congresso de Sonologia em novembro deste ano. Como a antropóloga abraçou a causa feminista somente nos últimos anos, foi decidido que o texto deveria ser desta fase mais recente.
  • Davi Donato ficou de mandar algumas sugestões de textos da Georgina Born que ele conhece. Valéria apontou um interesse do NuSom em estudar a produção de Georgina conjuntamente com a Sonora.
  • Ficou programado fazermos um projeto para os programas de radio para a Radio USP.