Ata da reunião de 26/11/2018 – Operacional

Informes

  • Vanessa De Michelis propôs para Lilian fazer um intercâmbio entre a Sonora e a Universidade em que ela está inserida, em Londres. Vanesa deve vir a SP em abril, e há o desejo também de fazer um Vozes com ela na ocasião.
  • Seham, aluna da EMESP e da Casper, fez uma entrevista com a Lilian e a Valéria sobre mulheres na música, com enfoque na criação/composição. Ela ficou de enviar depois o vídeo, que será postado no site da Sonora.
  • É preciso atualizar o site da rede, colocando o endereço da nossa página no facebook e o nosso email oficial. O email que está lá é antigo e não tem sido usado para conversas da equipe organizadora das atividades da rede.
  • Valéria contou de sua experiência em Campo Grande, MGS, onde participou de um evento na Federal de Música.

 

Projeto NuSom

  • Foi colocado o problema da pergunta a ser respondida pelo projeto. Foi lido o esboço atualizado enviado por email.
  • Foram redigidas perguntas sobre o esboço, que foram discutidas na reunião. As técnicas e o produto final (repositório) estão mais evidentes nos desejos, mas ainda não ficou clara a proposta principal.

 

Radio

  • Os programas estarão no projeto para o NuSom? Ou pequenos podcasts realizados com compositoras/artistas sonoras?

 

SIM

  • Lilian falou sobre os eventos que terão lugar no Simpósio Internacional da Música, que acontecerá no CCSP dia 7/12. Foram discutidos temas que seriam interessantes mencionar na fala dela, sobre sua trajetória profissional e a formação e atuação da Sonora. Também falou-se da importância de mencionar perspectivas para a rede – incluindo autogestão e modos de sobrevivência – em 2019 e além.

 

Próxima reunião

  • Terminar projeto para NuSom: redação

 

Para dia 10/12

  • Fazer lista de desejos para 2019.
  • Pensar a 1ª reunião do ano e como prepara-la.
  • Fazer uma avaliação do ano de 2018.
  • Confraternização

 

 

Ata da reunião de 12/11/2018 – Operacional

Informes

  • Valéria sugeriu um Vozes com duas mulheres, mãe e filha, Claudia Feres, regente, e sua mãe Josette Feres, educadora musical. Ambas são naturais de Jundiaí. Valéria contou que esta foi, na verdade, uma sugestão do compositor Tadeu Taffarello, que assistiu ao Visões com a Teca e é de Jundiaí.
  • Lilian foi convidada para participar de uma mesa sobre música no CCSP em dezembro, com o tema “O que os universitários pensam para o futuro”. Lilian vai representar o NuSom e a Sonora, enfocando o aspecto da militância. O evento chama-se SIM – Semana Internacional de Música. Vamos dedicar um tempo das reuniões para colaborar com esta apresentação dela.
  • O concerto sobre a compositora Vania Dantas Leite ficou para o ano que vem. Pessoas ligadas `a compositora disseram que estão em contato com a família e com colegas, coletando material para 2019. Em vista disso pensamos em acompanhar o processo, adiando a nossa proposta.
  • Camila Zerbinatti ofereceu uma performance de seu trabalho “Medusa enredada: como lembrar, mas, também, como esquecer?” para ser feita em algum dos eventos da Sonora, no mês de dezembro. Ela já havia conversado com a Eliana por mensagens de whats app, mas formalizou esta intenção no grupo de e-mails. Como Eliana já havia adiantado a Camila, as atividades da rede se encerram no final de novembro, a menos que os trabalhos com os programas de radio e com o projeto NuSom não sejam finalizados neste tempo. Uma atividade de performance seguida de conversa, como a da Camila, poderá ser pensada em 2019.
  • Valéria sugeriu fazer um Visões Coletivas no início do ano que vem, com as contrabaixistas recém graduadas Beatriz e Giulia.

 

Projetos

  • Foi feita a leitura do resumo do projeto que o NuSom esta apresentando à Fapesp, para pensar o projeto que a Sonora quer fazer e vincular ao mesmo.
  • Foi feita a leitura do esboço enviado por Eliana para este projeto, sobre o qual foram levantadas várias perguntas para definir as possíveis linhas de pesquisa.
  • Destas leituras foram levantados vários pontos norteadores para o projeto e, consequentemente, para a nossa pesquisa. Estes pontos foram listados e enviados por email para o grupo interessado em participar do projeto.

 

Calendário

  • Dia 26/11 projeto NuSom e apresentação para o SIM.
  • Dia 3/12 encerramento do projeto e das atividades da rede. Confraternização.

 

Tarefas

  • Mandar email com respostas, perguntas ou sugestões para projeto NuSom.

Ata da reunião de 5/11/2018 – Operacional

Informes

 

  • Natalia Fragoso desmarcou sua participação na série Vozes dia 12/11. Parece que a universidade em que atua está com verba reduzida, impossibilitando-a de viajar para eventos como este.
  • Carô Murgel ainda não respondeu sobre datas para gravar conversa com Eliana para programa de rádio sobre compositoras. Ficamos no aguardo.

 

Projetos

 

  1. Concerto em homenagem a Vania Dantas Leite, em parceria com o NuSom: foi iniciado um arquivo com dados biográficos e catálogo de obras da compositora que faleceu este ano. Estamos em contato com pessoas ligadas a ela, ex-alunxs, colegas na UNIRIO, para obter partituras e gravações para o concerto.
  • Um possível lugar para o evento seria a SP Escola de Teatro, na Praça Roosevelt. Fabio Martinelli, que tem acesso à escola, colocou-se disponível para colocar NuSom e Sonora em contato com a mesma para o concerto.
  1. Colaboração da Sonora no Projeto NuSom: foi abordado novamente o assunto de elaborar um repositório sobre compositoras. Seria interessante pensar em quantas compositoras, qual recorte de tempo, de estilo ou até de localidade das autoras para ver qual o tamanho da tarefa.
  • Não é preciso delimitar muito detalhadamente a proposta para o projeto. Ela tem que estar alinhada com o projeto principal do NuSom, preferivelmente na aba Cartografias.

 

Tarefas

 

  • Ler o resumo do projeto NuSom-Sonora.
  • Pensar o recorte da pesquisa que seria oferecida pela Sonora.
  • Pensar necessidades materiais da pesquisa.
  • Foi decidido que a reunião do dia 12/11 será destinada ao projeto, já que o Vozes com a Natalia foi cancelado.

Ata da reunião de 8/10/2018 – Operacional

Informes

  • Carô disse que não pode gravar o programa de rádio dia 5/11. Ela ficou de ver uma data para este fim.
  • Foi sugerido pedir à Carô que indique 4 compositoras e 4 peças para ouvir no programa. Eliana deve mandar sua lista para que ela pense em peças que dialoguem com isso.
  • Dia 12/11 está programado um Vozes com Natalia Fragoso, mas, caso ela não confirme, pode ser a gravação com a Carô.

Atividades

  • Flyer Visões com Teca – Carolina fez e foi colocado no site.
  • Radio 1 com Flora (ficou para a próxima reunião).
  • Site – Foi criada aba “Escuta:”. Falta colocar link de gravação do primeiro evento quando for editado.
  • Pagamento do site – realizado por mais um ano.
  • Ações: manifesto Haddad sim. Esta ação deve ser debatida na próxima reunião. Foi sugerido focar na questão de gênero.

Calendário

  • 15/10 – Operacional (Rádio 1). Flora trará material para editar.

 

Ata da reunião de 1/10/2018 – Operacional

Informes

Ligiana Costa

  • Marina conversou com a Ligiana sobre dividir o espaço do concerto da OSUSP. Ficou resolvido que a Sonora e a Ligiana fariam projetos separados.

OSUSP

  • Ficamos de pensar num projeto que incluiria mulheres musicistas da orquestra, a ser apresentado no ano que vem. O encontro, no entanto, precisaria ser ainda este ano.

Rádio

  • Há um desejo de fazer um segundo programa, com Eliana e Carô Murgel, sobre suas pesquisas de compositoras. Carolina Andrade seria a entrevistadora e condutora do programa. Precisaríamos pedir à Carô que escolhesse algumas compositoras e peças. As da Eliana poderiam ser aproveitadas do “Escuta:”.

Projetos para 2019

  • Seria interessante fazer um projeto para o CPF com convidadas, sobre gênero.
  • Roda de conversa sobre maternidade.
  • Repositório dos nossos materiais escritos e gravados.
  • Aumentar a visibilidade dos eventos da rede.

Calendário

  • 8/10 – Operacional (Rádio 1 ou site)
  • 15/10 – Operacional (Rádio 1 ou site)
  • 22/10 – Operacional (planejamento Rádio 2)
  • 29/10 – Visões com Teca (precisamos de foto, título e release do evento).
  • 5/11 – Radio (gravação programa Radio 2 – conversa entre Eliana e Carô Murgel a confirmar)
  • 12/11 – Vozes com Natália Fragoso – (precisamos redigir uma carta-convite).
  • 19/11 – Feriado
  • 26/11 – Encerramento. Jazzmin’s? – Perguntar como é a produção, o que precisa para o “Escuta:”. Ou pizza!!!

 

Ata da reunião de 10/09/2018 – Operacional

A reunião de hoje teve uma convidada, a cantora e pesquisadora Ligiana Costa, que veio para falar de projetos junto à OSUSP, na esteira do que foi falado no último encontro sobre o novo regente Fabio Cury e suas ideias para a orquestra. Como o Fabio havia se aproximado da Lilian para inserir a temática de gênero na programação, as duas – Lilian e Ligiana – pensaram em fazer uma proposta com a Sonora.

Entre os desejos para esta proposta, um seria o de mexer com a própria estrutura da orquestra valorizando a participação das mulheres do grupo. Outro seria inserir sons eletrônicos, sons do universo pop, sonoridades contemporâneas. Além disso, estender o projeto de recital para oficinas paralelas ligadas às mulheres.

A chamada seria para compositoras, uma arranjadora, iluminação, vídeo, concepção e produção do projeto. A Sonora poderia indicar mulheres para estes lugares.

Ficou combinado que faremos um novo encontro para discutir esta proposta, com um esqueleto já delineado. Este esqueleto será formulado a partir de um esboço formulado pela Ligiana e enviado ao email sonoramulheres para ver quem quer participar e como.

Depois disso, a pauta foi a seguinte:

Calendário

  • Carô Murgel – Visões dia 17/9. Como ela não enviou a mini bio e a foto pedidas, Eliana ficou de mandar para Marina até quarta-feira. Caso contrário, vamos usar foto e bio disponíveis na internet. O nome do Visões deve ser “Cartografias da canção feminina”, título da tese dela. Marina fará o flyer de divulgação e Eliana postará no site e no facebook.
  • Eliana – Recital-conversa “Compositoras Latino-americanas” dia 24/9. O nome da serie será “Escuta:”. Marina ficou de fazer flyer de divulgação. Valéria e Tidi se comprometeram a montar os equipamentos de gravação para registrar o evento. Valéria ficou de perguntar ao Silvio sobre o preparo do piano.
  • Bella foi convidada a fazer um projeto para a serie “Experimenta”. Ela ficou de bolar uma oficina e enviar a proposta por whats.

Informes

  • Natalia Fragoso – Valeria trouxe o tema para a pauta. Natalia é compositora, mora no Canadá e estará no Brasil em novembro. Ela participará de um evento da serie Vozes, para o que precisa de uma carta-convite. As datas possíveis são 5/11 ou 12/11.

Radio

  • Flora H. trouxe o que ela e a Tidi prepararam para o programa. Uma dúvida que se aventou é se as peças principais podem ou não ser cortadas para dar lugar a trechos das entrevistas ou não. Tidi e Flora acharam que sem interromper as peças ficam blocos muito longos de uma e de outra compositora. Valéria disse que não se importa e Mariana disse que a Alma também já havia dito que não se importava.
  • Foi colocada uma primeira montagem do programa para ouvirmos na reunião.

Inserção de nomes no site

  • O assunto foi debatido novamente e deve ser retomado em reuniões futuras.

Ata da reunião de 20/08/2018 – Operacional

A reunião de hoje teve 3 convidadas de um grupo de estudos da UNESP, estudiosas das questões de gênero na música. Elas expuseram seus anseios e as razões pelas quais formaram o grupo. Elas perceberam a maior ausência de mulheres nos cursos de composição e regência, além da evasão de estudantes destes cursos – principalmente mulheres. O grupo de estudos delas se chama Vozes Inaudiáveis. Elas estão em busca de repertório de mulheres para inserir nos concertos, etc. A Sonora se interessa muito em juntar forças com este grupo.

Além delas, a Tide Borges integrou o encontro e pretende estar mais presente nas reuniões da rede. Ela falou da importância de falar sobre as histórias das mulheres, entre outros, porque quando a gente fala a gente também se ouve.

Foi apresentado um breve resumo das atividades da Sonora para as novas integrantes. Logo após esta introdução, passamos aos informes.

 

Informes

  • Fabio Cury, fagotista, é professor da USP e está responsável pela direção artística da OSUSP. Ele procurou a Valéria e a Lilian para conversar sobre seus planos para a orquestra, com a intenção de modernizar um pouco o repertório habitual da mesma e de aproximar o grupo do Depto. de Música. Ele já se aproximou do Rogério para fazer projetos com a Orquestra Errante e do Fernando para fazer projetos com o NuSom. Agora pensou em fazer alguma atividade com a Sonora, para estimular a participação de mulheres e estimular repertório de compositoras.
  • Ligiana Costa procurou a Lilian para fazer uma parceria com a Sonora para apresentar algo no SESC. Ela pensa em unir a OSUSP, a Sonora e seu duo, chamado NU. Uma ideia seria chama-la para um evento da serie Vozes, para conhecer melhor seu trabalho.

 

Propostas de calendário

  • Existe o desejo de fazer um encontro sobre maternidade com o Coletivo Feminista. Flora ficou de ver uma data comum para a rede e o coletivo.
  • Há também o projeto de conversar sobre assédio no Depto. de Música da ECA. Vamos retomar este assunto oportunamente.
  • Sobre calendário, há um desejo de fazer um concerto com obras de Vânia Dantas Leite. A dificuldade é arranjar o material, gravações, etc. Davi disse que a UNIRIO deve estar preparando um evento em torno da Vania, poderíamos entrar em contato com quem estiver organizando e talvez espelhar o evento aqui em SP. Há a turma de eletroacústica, do Fernando Iazzetta. Lilian ficou de falar com o Alexandre Fenerich para abordar o assunto. Se nada for possível, faremos um grupo de estudos sobre a Vânia.
  • Para o dia 24/9 falta definir o nome da serie de concertos que será aberta com o recital da Eliana. Uma proposta seria “Sonora Concerta”, ou “Concerta Sonora”, entre outras.
  • A ideia de chamar a Carô Murgel para falar de sua pesquisa de Doutorado sobre compositoras brasileiras pode gerar um Visões. Eliana enviou uma mensagem pelo Facebook sugerindo as datas 10 e 17/9.
  • Teca e Suzana Igayara estão na lista de convidadas.

 

Radio

  • Foi apresentado à Tide Borges um relato sobre o programa que está sendo montado com a Valéria e a Alma.
  • Valéria se comprometeu a mandar a própria bio para o programa.
  • A próxima reunião ficou marcada para as 15:00h. Flora se comprometeu a trazer o material para editarmos.

 

Inserção de nomes no site

  • Ainda temos que discutir melhor como fazer isso, já que poucas pessoas responderam manifestando sua vontade.

 

 

 

 

Ata da reunião de 06/08/2018 – Operacional

A primeira reunião do semestre foi neste dia gelado, mas com muita energia! Iniciamos, como sempre, com os informes das semanas passadas e planos para as futuras.

Informes

  • Flora disse que o Coletivo Feminista da ECA tem participado de vários eventos fora da universidade às quintas-feiras, dia do encontro semanal delas, razão pela qual não tem tido muitos encontros presenciais na USP. No entanto, nesta semana o coletivo inicia as atividades presenciais com os eventos que se seguem:
  1. Oficina de panos verdes para a legalização do aborto, dia 7/8 às 15:30 na FFLCH.
  2. Dia 16/8 terá reunião na sede para a Legalização do aborto.

 

  • Houve mobilização sobre o caso do estupro na Faculdade de Medicina da USP. As movimentações continuam.
  • Sobre o corte de verbas da CAPES, nas bolsas para pesquisa, houve uma manifestação no MASP quinta-feira passada e terá outra na FFLCH na próxima quinta-feira dia 9/8.
  • Claudia Lago convidou um palestrante que falará sobre Teoria Queer no horário da aula dela, provavelmente quarta-feira 15, às 19:30 h no auditório. A confirmar.

 

Radio

  • Flora não conseguiu ouvir os áudios da conversa entre ela e a Mariana, que ficaram com a Valéria durante as férias de julho.
  • Carol ficou de coletar trechos de obras de outras compositoras relacionadas ao assunto da conversa entre Mariana e Flora. Porém, ela precisa ouvir a conversa das duas para ver quanto tempo pode ser destinado a este material.
  • O Desfazendo Gênero deste ano será na ECA entre 21 e 24/8 (terça a sexta).
  • Congresso ANPPOM – Marina vai apresentar trabalho. Valéria e Lilian também, no Simpósio de Sonologia. Eliana tem trabalho previsto para o Simpósio de Gênero, mas não sabe se poderá ir.

 

Linda O’Keefe (palestra-workshop)

  • O encontro será dia 17/8 em conjunto com o NuSom. Linda mandará uma bio e foto para divulgação.

 

Nomes no site

  • Foram inseridos os nomes da Fabiana Severo e da Tania Neiva na aba da equipe organizadora, com as datas fornecidas pelas mesmas. Até agora estas foram as únicas integrantes da rede que responderam ao email sobre créditos referentes a organização de eventos.

 

Sugestões para as séries Vozes e/ou Visões

  • Susana Igayara
  • Teca Alencar
  • Inaiê (tem projeto que envolve o lado dos rituais ligados ao feminino).
  • Marina gostaria de convidar 2 artistas que trabalham com “foley” (criam sons ambientes artificialmente, em estúdio). As 2 foram alunas da ECA, uma é a Rosana Stefanoni e a outra é Guta Roim.
  • Suzana Reck Miranda – pesquisadora, professora da UFSCar. Pesquisa sons do cinema brasileiro.
  • Antonilde Rosa (por hangout?) – pesquisadora da UFRJ, cantora e membra, além da Sonora, de vários coletivos ligados a mulheres negras. Ela qualifica em setembro para o Mestrado, e fica disponível depois.
  • Annita Costa Maluf (poeta) – trabalha, entre outros, com arte sonora.

 

Tarefas

  • Marina ficou de formatar o flyer de divulgação da Tide e mandar para Eliana.
  • Eliana ficou de colocar o flyer no site e no facebook.

 

Próximas reuniões:

13/8 – Vozes com Tide Borges

17/8 – Linda O’Keefe com NuSom (sexta a tarde)

20/8 – Operacional enfocando calendário (definir Vozes ou Visões do dia 10/9)

27/8 – Grupo de trabalho para programa de radio (Semana ANPPOM)

3/9 – Feriado

10/9 – Vozes ou Visões?

17/9 – Operacional

24/9 – Recital/palestra (ou conversa) com Eliana (16h no auditório do CMU)

01/10 – Operacional

8/10 – Vozes ou Visões (não pode ser Teca, é aniversário dela). Antonilde? Susana?

 

 

 

 

 

Ata da reunião de 07/05/2018 – Operacional

A pauta de hoje foi: RADIO

  • A primeira hora da reunião foi dedicada à instalação e testes dos equipamentos de gravação para iniciar a confecção do programa de radio da Sonora. Foi difícil, a princípio, conseguir abrir canais para as pessoas que estavam fora do espaço físico da reunião, gravando suas participações com boa qualidade. O intuito foi o de poder utilizar estas gravações no programa, futuramente.
  • Alguns informes também foram discutidos, como convites à rede para projetos que envolvem compositoras e pesquisas em mulheres na música.
  • Foi sugerido fazer uma caminhada, com destino programado, falando sobre memórias. Pensamos então em fazer o percurso passando pelo painel Sonora que foi feito na fachada da parede do CMU na semana da calourada.
  • 3 pessoas foram caminhar, sendo que uma delas não havia participado da intervenção do painel. As 2 outras vão contar para ela como foi o processo.
  • 3 pessoas ficaram na sala para conversar sobre o painel, além da que estava participando por hangout. Foi marcado o tempo de 20 minutos para o processo.

 

Momento 2 – relato de quem saiu do estúdio

  • As meninas que saíram da sala contaram o que ocorreu no percurso. Elas encontraram alunas, alunos e professores. A conversa fluiu livremente, comentando a ausência de peças de mulheres no repertório estudado nos cursos de música da universidade.
  • As pessoas que passearam fotografaram o painel à noite, iluminado pela luz interna do prédio, e mandaram para quem ficou na sala. Perceberam também que muitos papéis haviam desbotado.
  • Foi observado quantos papéis haviam caído (ou sido retirados), e divagaram sobre estes vazios.
  • Tentaram entrevistar o segurança do prédio, perguntando o que ele pensava a respeito do painel. Ele não emitiu qualquer opinião.
  • Com as (os) professoras (es) foi comentado sobre os nomes de compositoras que estudaram no CMU.

– relato de quem ficou na sala

  • Xs 4 integrantes que ficaram contaram que foi recriado o percurso do painel, desde o primeiro encontro com a temática “onde não estão as mulheres da música”.
  • Pensamos também na história de cada um daqueles nomes que estão no painel, além de comentar as reações suscitadas pelas e pelos transeuntes.
  • Foi notada a falta de um espaço de convivência no CMU. A entrada do prédio, por exemplo, funciona um pouco como este espaço.
  • O relato terminou pensando foi como será a retirada destes papéis.

Ata da reunião de 16/04/2018 – Operacional

A pauta de hoje envolveu os assuntos:

Informes

  • Eliana contou sobre a entrevista que deu para Karina Merli, do jornalismo da ECA, sexta-feira passada. A entrevista foi sobre a representação da mulher na música popular, mas abrangeu também a representação na música erudita. Foi sugerido que a Karina envie a parte da entrevista no programa finalizado para ser postada no site da rede.
  • Marina confirmou Vozes com Tide Borges dia 25/6.
  • Fabiana contou sobre o estágio sanduíche que realizou em Belfast, tanto em criação de instrumentos como em antropologia, entre outros. Ela pesquisa a etnografia da música experimental em SP para o Doutorado. Está desde 2016 acompanhando atividades relativas à sua tese. Foi sugerido que ela realize uma palestra na Sonora sobre sua pesquisa e esta experiência no exterior.

Painel Sonora

  • Foi colocado o vazio gerado pelo posicionamento da direção (de recriminação) em relação ao painel. Como soluções, foram apresentadas desde ideias ligadas à retirada dos papeis como à realização de outras ações de posicionamento. Ficou decidido que retiraremos os papeis num evento ligado ao programa de radio que estamos confeccionando.

Calendário

  • 11/6 – Vozes com Paola (das Choronas)
  • 25/6 – Vozes com Tide Borges

Radio

  • Amanda, aluna de bacharelado em instrumento na ECA, contou de sua atuação como estagiária na radio USP. Ela disse que a radio tinha uma programação muito “morna”, com músicas populares brasileiras, com pouca variação. Ela foi chamada para dar um tom diferente à programação, com programas especiais. O 1º foi dedicado a Jacob do Bandolim, com biografia, exemplos musicais, entrevistas e tal. Houve um outro dedicado ao Ernesto Nazareth, em que ela colocava também falas de Mario de Andrade, entre outros. Isto fez bastante sucesso.
  • Uma dificuldade apontada por ela é a parte técnica, o suporte que existe para realizar os programas. Ela monta e conta com um técnico que coloca no formato.
  • O ambiente da radio é bastante conservador. Existem algumas ideias preconceituosas acerca de alguns gêneros musicais, conceitos pré-concebidos sobre o que é bom ou ruim em música. Por esta razão ela pensou na Sonora, para unir forças no sentido de ampliar o leque musical da programação da radio.
  • Sobre a categorização das músicas, Amanda disse que tem “Manhã na USP”, para repertório de artistas menos conhecidas (os), e “Som da USP”, para apresentar autoras (es) mais consagradas (os).
  • O jornal da USP, por exemplo, ocupa entre 2 e 3 horas do período da manha da radio. A parte musical usa CDs do arquivo, com música popular brasileira.
  • Informações práticas:

– Programa tem 1 h. Precisa deixar uns 3 minutos para vinhetas. Tem um            intervalo no meio, sem comercial, com tempo flexível.

– Pode enviar programa por pendrive ou outra mídia. Não dá para gravar na       própria radio.

– Depois que veicular na radio a Sonora pode postar o programa no site.

– Existe uma vinheta para todos os programas da edição “USP Especiais”.

– Em relação aos direitos autorais, a radio paga o ECAD. Foi combinado que a      rede fará um documento padrão para registrar assinaturas de entrevistadas (os), compositoras (es) e/ou intérpretes, para o caso de precisar apresentar à entidade.

  • Foram ouvidos áudios de programas de radio trazidos para ilustrar práticas e servir de modelo e inspiração para a rede. Entre outros, foram ouvidos o IFAR musique concrète 4’33’’ compilation (https://ifarmusiqueconcretecompilation.bandcamp.com/…/ifar-mu…). Outros foram o “Meet the composer” com Meredith Monk (https://nadiasirota.com/meet-the-composer/), o “Máquina de inscrever 3” (https://soundcloud.com/maquina-inscrever/maquina-de-inscrever-3-programa-da-serie) e Supertônica com Nicole Puzzi e Rafael Spaca: Memórias da Boca (https://soundcloud.com/maquina-inscrever/maquina-de-inscrever-3-programa-da-serie).
  • Valeria compartilhou que o Instituto Moreira Salles tem uma plataforma de radio com vários formatos. O padrão é mais tradicional, mas tem vários formatos interessantes. Há uma espécie de repositório de músicas com release, com uma imagem na qual se pode clicar e ouvir a gravação.
  • Foi sugerido que as próximas edições de Vozes sejam gravadas já direcionadas para programas de radio. Também surgiu a ideia de fazermos oficinas de edição para possibilitar membras (os) da rede editar tais programas. A ideia é também criar a partir do material coletado, para fazer radio arte.
  • Foi observado que seria interessante ter um formato para, a partir daí, poder variar. Falou-se em criar quadros.

Muitos exemplos foram resgatados de memória e somados aos exemplos apresentados. Todo este material será assimilado durante esta semana para discussão no próximo encontro da rede.

 

Próxima reunião – 23/4: Discussão sobre divisão de tarefas e organização da rede.