Ata da reunião de 13/05/2019 – Operacional

Nesta reunião estiveram presentes: Lilian, Mariana, Marina, Ana Laura, Eliana e Manon (amiga da Mariana). Chico e Valéria participaram por hangouts.

Na reunião de hoje tivemos a presença da Manon, que é francesa e tem experiência em som para cinema. Ela está interessada em ajudar a produzir, editar e o que precisar para os programas de radio.

Informes

  • Valéria trouxe a demanda de um trocador para os banheiros do Depto. de Música da ECA. Ela esteve no CMU para assistir a um evento no auditório e se viu em apuros quando precisou trocar a filhinha.
  • Perguntando ao chefe do Depto., a resposta foi que o trocador é um objeto caro e que a atual condição financeira da universidade não permite este tipo de gasto. Foi sugerido elaborar uma carta solicitando ao Diretor da ECA que tome providências neste sentido. Seria importante colocar na carta questões como higiene, temperatura, segurança, inclusão das mulheres, etc.
  • Vozes Inaudiáveis: ficou marcado um Visões com o grupo dia 3/6. Eliana mandou uma mensagem para a Natália pedindo material para o flyer. Marina vai fazer o flyer.
  • Jazzmin’s: recebemos a resposta afirmativa sobre o agendamento do concerto delas, dia 1/7, no Espaço das Artes.
  • CDH – Eliana contou que a resposta final sobre sua participação na Comissão dos Direitos Humanos da ECA foi que ela poderia participar como consultora externa. A presidente da comissão, Claudia Lago, ficou de avisar sobre a próxima reunião.  
  • Chico colocou um encaminhamento para o CDH. Foi falado que primeiramente precisamos participar de uma reunião para ver como encaminhar as denúncias e necessidades à comissão.
  • Ana Laura contou que a greve das universidades foi aprovada para dia 15. Estudantes e professores vão se encontrar as 14:00 hs na Pça. do Ciclista e de lá vão as 16:00 hs para o MASP.
  • Vai rolar GE com texto do Chico dia 10/6 depois do evento da Teca com o Delalande. Chico já está preparando sua apresentação do texto e vai passar o texto para todxs.
  • Mari vai preparar sua apresentação do texto do GE do dia 20/5.
  • Eliana pediu à Lis, representante da Jazzmin’s, que envie por email: informação sobre se elas têm alguém para cuidar do som, além de uma lista (rider) de equipamentos necessários para o concerto. Também foi perguntado quais são os instrumentos que elas tocam, se elas têm estantes para partituras, etc. Precisamos de informação sobre qual é a infraestrutura necessária para o evento. Marina ficou de tirar uma foto do espaço para mandar para elas. Eliana falou passou o contato da Lilian para a Lis, para falarem sobre isso. Fernando disse que o Pedro pode ajudar a montar e gravar o evento. Foi pedido uma foto e bio do grupo, além de um pequeno release. No dia 1/7 teremos que chegar cedo para montar o evento. Lilian sugeriu convidar o NuSom para fazer o evento conosco.
  • Lilian e Mariana contaram que está acontecendo um novo grupo de estudos na sexta-feira. Neste grupo a ata é feita cada vez por uma pessoa do grupo, em forma de texto. É um exercício de escrita, que acaba sendo uma produção literária e pode virar uma publicação do grupo. Mariana lembrou do texto sobre as organizações sem estrutura, que acabam gerando um certo engessamento das funções. Foi sugerido já começar a rodar as atividades na próxima reunião.
  • Lilian colocou, sobre o GE, a sugestão de uma pessoa apresentar o texto, mas cada um dos demais tem que elaborar uma ou mais perguntas sobre o texto.

Radio

  • Lilian recordou os processos realizados em torno da rádio, também para colocar a Manon a par do que estamos fazendo e em que ponto estamos.
  • Mariana lembrou que também foi entrevistada a pesquisadora colombiana Ximena, o que gerou um material grande para outro programa.
  • Lilian contou de um programa que ela ouviu, no qual ela reparou no quanto o locutor explicitava alguns conceitos que iam sendo citados. Ela achou interessante e generoso da parte do locutor, que, além de inserir o(a) ouvinte, tornava o programa mais variado.
  • Foi sugerido ter uma versão do programa em espanhol para as falas.

Selo

  • Lilian lembrou que o selo é uma demanda antiga da rede Sonora. Há um integrante do NuSom que está envolvido na organização de um encontro de selos, entre outras coisas relacionadas. Ele sugeriu que a Sonora pense numa parceria para gravar peças de integrantes da rede, entre outras coisas. Seria um treino para um futuro selo da Sonora.
  • Foi sugerido que a Sonora fizesse um projeto em que as integrantes fizessem toda a cadeia produtiva da gravação, desde a parte técnica até a artística.
  • Um problema e’, como sempre, a falta de recursos para execução de projetos. Teria que ser feito um crowfunding, ou outras formas de viabilizar a produção.
  • Ana Laura disse que gostaria de participar do selo regendo alguma obra de compositora para orquestra. Ela gostaria de fazer seu TCC no ano que vem com um projeto assim, ela precisa ter 45’ de música.

Calendário

  • 20/5 – GE com texto Hydrofeminism. Fazer flyer das Vozes Inaudiáveis. Colocar no informe a elaboração da carta sobre o trocador e divulgação.
  • 27/5 – Conversa sobre a radio e escuta do 1º programa. Elaborar a carta sobre o trocador para a Diretoria e pensar na divulgação.
  • 3/6 – Vozes Inaudiáveis (confirmado).
  • 10/6 – Teca convida Delalande (com NuSom). GE texto Chico.
  • 17/6 – Operacional para radio.  
  • 24/6 – Preparar tudo e mais flyer e divulgação Jazzmin’s.
  • 1/7 – Jazzmin’s no Espaço das Artes (confirmado) e Pizza!

Para a próxima reunião

  • Sugestões: Pensar Vozes com Lilian, Marina, Mariana, Naty, Inés, Natasha, Júlia Teles (vozes) / Margareth Rago (Visões).
  • Definir data para arrumar site e redes sociais.

Ata da reunião de 07/05/2018 – Operacional

A pauta de hoje foi: RADIO

  • A primeira hora da reunião foi dedicada à instalação e testes dos equipamentos de gravação para iniciar a confecção do programa de radio da Sonora. Foi difícil, a princípio, conseguir abrir canais para as pessoas que estavam fora do espaço físico da reunião, gravando suas participações com boa qualidade. O intuito foi o de poder utilizar estas gravações no programa, futuramente.
  • Alguns informes também foram discutidos, como convites à rede para projetos que envolvem compositoras e pesquisas em mulheres na música.
  • Foi sugerido fazer uma caminhada, com destino programado, falando sobre memórias. Pensamos então em fazer o percurso passando pelo painel Sonora que foi feito na fachada da parede do CMU na semana da calourada.
  • 3 pessoas foram caminhar, sendo que uma delas não havia participado da intervenção do painel. As 2 outras vão contar para ela como foi o processo.
  • 3 pessoas ficaram na sala para conversar sobre o painel, além da que estava participando por hangout. Foi marcado o tempo de 20 minutos para o processo.

 

Momento 2 – relato de quem saiu do estúdio

  • As meninas que saíram da sala contaram o que ocorreu no percurso. Elas encontraram alunas, alunos e professores. A conversa fluiu livremente, comentando a ausência de peças de mulheres no repertório estudado nos cursos de música da universidade.
  • As pessoas que passearam fotografaram o painel à noite, iluminado pela luz interna do prédio, e mandaram para quem ficou na sala. Perceberam também que muitos papéis haviam desbotado.
  • Foi observado quantos papéis haviam caído (ou sido retirados), e divagaram sobre estes vazios.
  • Tentaram entrevistar o segurança do prédio, perguntando o que ele pensava a respeito do painel. Ele não emitiu qualquer opinião.
  • Com as (os) professoras (es) foi comentado sobre os nomes de compositoras que estudaram no CMU.

– relato de quem ficou na sala

  • Xs 4 integrantes que ficaram contaram que foi recriado o percurso do painel, desde o primeiro encontro com a temática “onde não estão as mulheres da música”.
  • Pensamos também na história de cada um daqueles nomes que estão no painel, além de comentar as reações suscitadas pelas e pelos transeuntes.
  • Foi notada a falta de um espaço de convivência no CMU. A entrada do prédio, por exemplo, funciona um pouco como este espaço.
  • O relato terminou pensando foi como será a retirada destes papéis.

Ata da reunião de 16/04/2018 – Operacional

A pauta de hoje envolveu os assuntos:

Informes

  • Eliana contou sobre a entrevista que deu para Karina Merli, do jornalismo da ECA, sexta-feira passada. A entrevista foi sobre a representação da mulher na música popular, mas abrangeu também a representação na música erudita. Foi sugerido que a Karina envie a parte da entrevista no programa finalizado para ser postada no site da rede.
  • Marina confirmou Vozes com Tide Borges dia 25/6.
  • Fabiana contou sobre o estágio sanduíche que realizou em Belfast, tanto em criação de instrumentos como em antropologia, entre outros. Ela pesquisa a etnografia da música experimental em SP para o Doutorado. Está desde 2016 acompanhando atividades relativas à sua tese. Foi sugerido que ela realize uma palestra na Sonora sobre sua pesquisa e esta experiência no exterior.

Painel Sonora

  • Foi colocado o vazio gerado pelo posicionamento da direção (de recriminação) em relação ao painel. Como soluções, foram apresentadas desde ideias ligadas à retirada dos papeis como à realização de outras ações de posicionamento. Ficou decidido que retiraremos os papeis num evento ligado ao programa de radio que estamos confeccionando.

Calendário

  • 11/6 – Vozes com Paola (das Choronas)
  • 25/6 – Vozes com Tide Borges

Radio

  • Amanda, aluna de bacharelado em instrumento na ECA, contou de sua atuação como estagiária na radio USP. Ela disse que a radio tinha uma programação muito “morna”, com músicas populares brasileiras, com pouca variação. Ela foi chamada para dar um tom diferente à programação, com programas especiais. O 1º foi dedicado a Jacob do Bandolim, com biografia, exemplos musicais, entrevistas e tal. Houve um outro dedicado ao Ernesto Nazareth, em que ela colocava também falas de Mario de Andrade, entre outros. Isto fez bastante sucesso.
  • Uma dificuldade apontada por ela é a parte técnica, o suporte que existe para realizar os programas. Ela monta e conta com um técnico que coloca no formato.
  • O ambiente da radio é bastante conservador. Existem algumas ideias preconceituosas acerca de alguns gêneros musicais, conceitos pré-concebidos sobre o que é bom ou ruim em música. Por esta razão ela pensou na Sonora, para unir forças no sentido de ampliar o leque musical da programação da radio.
  • Sobre a categorização das músicas, Amanda disse que tem “Manhã na USP”, para repertório de artistas menos conhecidas (os), e “Som da USP”, para apresentar autoras (es) mais consagradas (os).
  • O jornal da USP, por exemplo, ocupa entre 2 e 3 horas do período da manha da radio. A parte musical usa CDs do arquivo, com música popular brasileira.
  • Informações práticas:

– Programa tem 1 h. Precisa deixar uns 3 minutos para vinhetas. Tem um            intervalo no meio, sem comercial, com tempo flexível.

– Pode enviar programa por pendrive ou outra mídia. Não dá para gravar na       própria radio.

– Depois que veicular na radio a Sonora pode postar o programa no site.

– Existe uma vinheta para todos os programas da edição “USP Especiais”.

– Em relação aos direitos autorais, a radio paga o ECAD. Foi combinado que a      rede fará um documento padrão para registrar assinaturas de entrevistadas (os), compositoras (es) e/ou intérpretes, para o caso de precisar apresentar à entidade.

  • Foram ouvidos áudios de programas de radio trazidos para ilustrar práticas e servir de modelo e inspiração para a rede. Entre outros, foram ouvidos o IFAR musique concrète 4’33’’ compilation (https://ifarmusiqueconcretecompilation.bandcamp.com/…/ifar-mu…). Outros foram o “Meet the composer” com Meredith Monk (https://nadiasirota.com/meet-the-composer/), o “Máquina de inscrever 3” (https://soundcloud.com/maquina-inscrever/maquina-de-inscrever-3-programa-da-serie) e Supertônica com Nicole Puzzi e Rafael Spaca: Memórias da Boca (https://soundcloud.com/maquina-inscrever/maquina-de-inscrever-3-programa-da-serie).
  • Valeria compartilhou que o Instituto Moreira Salles tem uma plataforma de radio com vários formatos. O padrão é mais tradicional, mas tem vários formatos interessantes. Há uma espécie de repositório de músicas com release, com uma imagem na qual se pode clicar e ouvir a gravação.
  • Foi sugerido que as próximas edições de Vozes sejam gravadas já direcionadas para programas de radio. Também surgiu a ideia de fazermos oficinas de edição para possibilitar membras (os) da rede editar tais programas. A ideia é também criar a partir do material coletado, para fazer radio arte.
  • Foi observado que seria interessante ter um formato para, a partir daí, poder variar. Falou-se em criar quadros.

Muitos exemplos foram resgatados de memória e somados aos exemplos apresentados. Todo este material será assimilado durante esta semana para discussão no próximo encontro da rede.

 

Próxima reunião – 23/4: Discussão sobre divisão de tarefas e organização da rede.

Ata da reunião de 09/04/2018 – Operacional

A reunião de hoje teve como pauta:

  • Painel Sonora – discutir. A rede soube que o painel Sonora tem sido depredado pela retirada subjetiva de papeis com nomes de mulheres atuantes na música. Houve uma discussão sobre este processo, sobre a repercussão da intervenção em outros departamentos da ECA e sobre qual o futuro desta ação. O assunto não foi esgotado e deve ser retomado em reuniões futuras. Uma ideia é expandir o painel em conjunto com outros coletivos, como o Coletivo Feminista, que já demonstrou interesse.
  • Projeto Radio – Foi selecionado o mês de maio para montar o projeto. As reuniões de 7, 14, 21 e 28/5 serão dedicadas a uma imersão no assunto e na prática. Antes disso, usaremos a reunião do dia 16/4 para falar com a Amanda, da Radio USP. Para este encontro a tarefa será pesquisar modelos de programas que já existem.
  • Propostas de Vozes – o próximo evento da série seria mais uma parceria com o NuSom, dia 23/4, no horário das 14:00 h, com a Paula Garcia. Por vários motivos foi decidido que a Sonora divulgará e apoiará o evento sem ser exatamente parceira e sem intitular o evento Vozes. Até porque o enfoque do encontro não envolve questões de gênero.
  • Outras possibilidades são Vozes com Paola da Choronas, a principio dia 11/6, e com Tidi Borges, a princípio dia 25/6.
  • Conversa sobre atividade da Kelly – foi colocado que a oficina realizada com ela ficou concentrada na confecção do drumsynth, não sobrando tempo para conhecer melhor sua trajetória artística, suas atividades e seu posicionamento relacionado a questões de gênero, em que milita.
  • Nomeação de membras (os) para uma equipe organizadora dos eventos da rede – foi colocado que a Sonora completa 3 anos em abril e que, frente a isso, suas membras e membros gostariam de computar as muitas atividades e trabalho realizado semanalmente em alguma plataforma que possa ser usada profissional e academicamente. Esta discussão já foi pautada e abandonada algumas vezes. Foi sugerido retomar a conversa em reunião futura, num email convidando membras e membros da rede para tal. Este email será elaborado na reunião do dia 23/4.
  • Organização dos materiais / site / tarefas – após a reunião para nomeação de membras (os) da equipe organizadora dos eventos da rede, deve ser pensada uma divisão de tarefas para a realização destas atividades.

Próxima reunião:

16/4 – Amanda e proposta de rádio. Tarefa: trazer modelos de programas para discussão.

Ata da reunião de 19/03/2018 – operacional

A reunião de hoje teve como pauta

  1. Informes:
  • Eliana contou sobre sua participação na mesa de debates organizada pelo CALC junto a mulheres de setores diversos, dia 14/3. O tema era “Desafios das mulheres no ambiente de trabalho”
  • Mariana contou que deu uma palestra sobre seu TCC na escola de música SOARTE no dia 15/3, tocando algumas peças de mulheres ao piano.
  • Valéria contou que organizou, junto a outras professoras da EMESP, atividades na semana dedicada à mulher. Houve uma palestra sobre assédio moral, um show da Jazzmin’s Big Band, entre outras. Valéria sugeriu que fizéssemos também atividades como a palestra sobre assédio, que tira várias dúvidas sobre como agir em situações opressoras e em relação a denúncias.
  • Valéria também contou do EMA, do qual participou dia 16/3. Ela dividiu o encontro com o compositor Sérgio Kafejian. Sua fala foi numa forma menos tradicional, envolvendo o público por meio de materiais como partituras, fotos e objetos pessoais. A peça apresentada foi composta por ela num período em que ela passou por uma cirurgia, e os objetos tinham a ver com isso. Valéria pensou que alguns ambientes são mais ou menos propícios para uma atividade assim mais livres e que envolvem participação direta do público.
  1. Experimenta: nova aba do site para divulgar oficinas. A primeira será para construção do drumsynth, e acontecerá dia 22/3, das 9:00 às 13:00h. Será ministrada pela Kelly Rauer, de Portland.
  • Ficou combinado um número mínimo de 5 pessoas e uma inscrição individual de 50,00 reais para custear o material que ela trará. Nesta reunião deve ser definido quem são estas 5 pessoas. Já estão Mariana, Marina, Lilian (opcional) e Valéria (opcional).
  • Marina ficou de colocar o valor da inscrição/material no flyer e soltar a divulgação.
  • Mariana ficou de colocar no site e no facebook
  • Eliana ficou de receber os e-mails pelo sonoramulheres@gmail.com e responder. O pagamento deve ser feito a vista e em dinheiro. Eliana deve colocar no grupo de whats up assim que tiver alguma inscrição, para que não se sobreponham nomes.
  1. Mudança de nome e endereço no grupo de e-mail. Foi decidido que o email da rede deve mudar de sonoramulheres para sonoramusicasfeminismos. Esta atividade pode ser feita nas próximas reuniões.
  2. Marília Velardi com NuSon seguido de reunião operacional: como ela não deu retorno fixando data para esta reunião, decidiu-se deixar o evento para mais para frente, por exemplo no segundo semestre.
  3. Radio (programa para Radio USP)
  • Valeria contou que a Amanda Ferraresi está estagiando na Radio USP e ficou responsável pela série “USP Especiais”. Segundo Amanda, nesta série ela tem liberdade de fazer formatos criativos e gostaria de fazer um ou mais programas com a Sonora.
  • Existe a opção de realizarmos o programa com ela, provavelmente na reunião do dia 9/4.
  • Havia um pré-projeto no google docs, com ideias para um programa de radio. Porém, estas ideias ficaram um pouco afastadas das nossas vontades atuais.
  • Tópicos para o programa:

– Arquivo Sonora

– Sessões de Escuta de obras de mulheres

– Diálogos

– entrevistas

– trabalho criativo em torno destes materiais, fazendo um link entre todos

      Datas pré-definidas (necessitam confirmação):

  • 2/4 – Vozes com Laura Mello
  • 9/4 – Amanda Ferraresi na reunião operacional da Sonora
  • 16/4 – Reunião sobre equipe em relação à rádio
  • 23/4 – Radio / Escuta
  • 30/4 – Feriado

     Próxima reunião (22/3):

  • Experimenta, oficina com Kelly Rauer.