Pela Memória de Mayara Amaral, pelas vidas das mulheres na música e no mundo: #NenhumaAMenos

por Rede Sonora no Portal Catarinas – texto escrito por Camila Zerbinatti

É com profundo pesar que nós, da Rede Sonora – músicas e feminismos, escrevemos esse texto pela memória de Mayara Amaral, violonista, pesquisadora e professora de música. Escrevemos pelas vidas das mulheres na música e no mundo todo. Lamentavelmente Mayara Amaral, 27 anos, foi brutalmente assassinada, na noite da última segunda-feira (26), em Campo Grande/MS, em um crime que contou com a participação central de outro músico – um baterista que já tinha tocado e trabalhado com Mayara e que de acordo com as notícias locais, tinha um relacionamento com ela.

À família e às/aos amigas/os e conhecidas/os de Mayara, expressamos nossos sentimentos e nossa solidariedade. À essas pessoas pedimos desculpas e licença para falar do que aconteceu com Mayara nesse texto que chega em um momento tão grave e de tão indizível dor. Para vocês, nesse momento, dedicamos nossa total e irrestrita solidariedade, nosso apoio e nossas condolências – estamos com vocês.

(…)

Ler texto na íntegra

================

Leia também:

Quem é Mayara Amaral?, por Pauliane Amaral

================

Mais sobre Mayara Amaral:

Canal do Youtube

Dissertação de mestrado: A mulher compositora e o violão na década de 1970: vertentes analíticas e contextualização histórico-­estilística

 

Compartilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *