Ata da 4ª Reunião do 2º semestre (interna) 12/09/2016

 Tópicos abordados

  • Encontra Sonora:

Sobre o local a ser realizado o Encontra Sonora, Mariana disse que entrou em contato com a Praça das Artes. O responsável pelo local mostrou interesse, mas não ofereceu o auditório, instrumentos ou aparelhagem, devido à proximidade da data. Por sua vez, Sarah disse à Mariana ter entrado em contato com o espaço Maria Antonia (que Eliana iria contatar), sem obter retorno. Ariane, que ficou responsável pelo contato com os encarregados pelo estúdio Fita Crepe, não entrou em contato ainda. Davi tentou contatar a Biblioteca Mario de Andrade, mas ainda não teve retorno. Valéria está em contato com o CCSP, que parece ser o local mais indicado. Até o momento estamos aguardando respostas.

 

  • Programa para Radio USP:

Ariane pesquisou alguns sites e colocou os links no documento relativo ao programa que foi aberto no google docs. Até hoje somente a Bella havia mandado áudio para o programa, sendo seguida pela Mariana que mandou hoje à noite.

Sobre os depoimentos para o item “Sonora é”, referente à vinheta, ficou decidido que será lançado um pedido na lista de e-mails na semana que vem, para não confundir com o protesto sonoro que está arrecadando materiais durante esta semana.

Por enquanto foi elaborado um roteiro para o 1º programa, que inclui: vinhetas, repertório e história da Sonora. A ideia é intercalar bate-papo com os três itens.

O roteiro segue os tópicos:

  1. Falta de exemplos musicais de compositoras para aulas
  2. Intenção de elaborar um repositório com trabalhos de mulheres
  3. A partir do encontro do FIME foram levantadas questões sobre feminismo no contexto da música
  4. O congresso da ANPPOM chamou a atenção para o trabalho das musicólogas feministas, e a Sonora convidou a Tania para apresentar sua comunicação do congresso. Isto abriu a percepção da rede para a necessidade de conhecer a literatura da musicologia feminista.
  5. Foram realizados grupos de estudo sobre textos (GE)
  6. Iniciaram-se as series Vozes e Visões
  7. Foi criado o site e surgiu o nome Sonora
  8. Surge interesse em procurar autores brasileiros que estudavam questões de gênero e de minorias. Foi criada a serie Visões, para as quais foram entrevistados Acácio Piedade (para falar do trabalho da Maria Ignes Cruz Mello com as mulheres indígenas); Lea Tosold (feminismo indígena); Isabel Nogueira; Lilian Campesato e Rosane Borges.
  9. Cria-se a serie Vozes, que entrevistou Bárbara Biscaro; Roseane Yampolschi e Valéria Bonafé.

 

  • Georgina Born:

O texto escolhido para o encontro da semana que vem, dia 19/9, foi o que aborda as questões de gênero. Ainda não ficou definido quem vai apresenta-lo na reunião que reunirá membrxs da Sonora com participantes do NuSom.

 

  • Protesto Sonora:

Ariane disse que até o fim da semana consegue cortar, converter e passar para o formato definitivo as contribuições dadas pelxs membrxs da lista de e-mails.

Trabalhos realizados

  • Foi elaborado o roteiro para o 1º programa de radio que será oferecido pela Sonora à radio USP. Os dados, também apresentados nesta ata, foram adicionados ao documento em elaboração do docs.

Próximo encontro

  • Pedir vinhetas “Sonora é” e verificar material de repertório para programa de rádio.
  • Fechar lugar do Encontra Sonora para lançar edital na lista (fazer edital).
  • Elaborar protesto sonoro.
Compartilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *