Visões – “Imagem, imaginário e representações da mulher negra”, com Rosane Borges (Divulgação)

flyer_rosane_sonora_texto

Sonora convida para mais uma edição da série Visões na próxima segunda-feira, 06/06, às 17h30. Nesse encontro a jornalista e pesquisadora Rosane Borges falará sobre sua trajetória profissional, os desafios e conquistas, as narrativas que tratam da mulher negra e suas representações pela mídia, e sua atuação, enquanto mulher, em instituições voltadas à igualdade racial.

Rosane BorgesRosane Borges é jornalista, pós-doutoranda em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, integrante do grupo de pesquisa Midiato (ECA-USP) e professora do Curso de Especialização do Celacc (Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação da USP). Foi coordenadora nacional do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra (CNIRC) da Fundação Palmares, órgão do Ministério da Cultura, e professora do Departamento de Comunicação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), onde integrou o corpo docente do mestrado em Comunicação Visual. Coordenou a Revista Nguzu (NEAA-UEL) e escreve regularmente nos portais de notícias “Obsevatório da Imprensa”, “Geledés” e “Áfricas”. Integra a Comissão Estadual da Verdade da Escravidão Negra (OAB-SP), a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-SP) e o Conselho Nacional de Promoção de Políticas da Igualdade Racial (CNPIR) da Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial). Possui diversos livros publicados, entre eles: Jornal: da forma ao discurso (2002), Rádio: a arte de falar e ouvir (2003) e Espelho infiel: o negro no jornalismo brasileiro (2004).

Compartilhar:

2 thoughts on “Visões – “Imagem, imaginário e representações da mulher negra”, com Rosane Borges (Divulgação)

  1. Olá organização do Visões. Sou Mônica Santana, pessoa que está nesta imagem, que integra o ensaio fotográfico Isto Não É Uma Mulata, que consiste num projeto autoral, de artes cênicas. Minha imagem está sendo usada sem créditos, nem meus, nem da fotógrafa, Andrea Magnoni, sem citar o projeto – o que me gera bastante incômodo. Gostaria que fosse tido o devido cuidado, ainda mais quando falamos de representação da mulher negra – me parece delicado usar a foto a revelia, sem contexto nem diálogo.

    • Olá Monica. Obrigada pela mensagem. Os créditos estavam no rodapé da imagem, porém de fato a fonte estava pequena para leitura. De todo modo, isso não justifica o fato de termos utilizado o material sem consutá-las anteriormente. Foi um erro do grupo e pedimos sinceras desculpas por isso. A imagem foi retirada do flyer de divulgação assim que você nos apontou o problema e fizemos um pedido de desculpas verbal no início do evento. Também fazemos questão de manter essa conversa pública aqui no site para que a gente não perca a memória desse episódio. Nada disso pode corrigir o erro cometido, mas esperamos ter ao menos minimizado os danos causados a vocês. Reforçamos o convite para que vocês venham visitar o grupo e participar de nossas atividades. Pedimos desculpas novamente e agradecemos muito o diálogo. Um abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *