Ata da reunião de 29/04/2019 – Operacional

A reunião de hoje recebeu duas pessoas novas, o que motivou o grupo a se apresentar individualmente e dizer como e porque começou a participar da Sonora.

  • Dani, uma das novas integrantes, contou que já tinha vontade de participar da Sonora há algum tempo, desde que ouviu sobre a rede na disciplina do Fernando Iazzetta.  Em sua formação estudou Letras, Canto na Turquia, tradições femininas do canto, entre outras.  Esta trajetória mostrou-lhe como, mesmo dentro de uma sociedade muito religiosa como na Turquia, as mulheres conseguiram encontrar um caminho para elas, já que no oriente a voz é trabalhada para além da palavra, explorando os sons. No Mestrado pesquisou a voz feminina e seus arquétipos, pensando o que é o feminino dentro disso.
  • Por sua vez, Francisco contou que também tinha um interesse “afetivo” em conhecer e participar da Sonora. Ele passou pela música e pelo teatro, entre outros, e se interessa pelo som e suas particularidades, investigando suas características “pelo avesso”, ou, fazendo caminhos inversos aos tradicionalmente abordados. Ele pensa com a metodologia do teatro, que cabe na sonologia (a interdisciplinaridade), e está em busca de alianças verdadeiras de pensamento, pesquisa e ação. Tem a crítica efetiva ao patriarcado como uma coisa importante, incluindo os paradigmas binaristas homem/mulher. “O patriarcado tem vários estratos, eu estou pensando em como podemos pensar junto e perfurar bolhas”.

Informes

  • Eliana falou sobre o contato com a Comissão de Direitos Humanos, para a qual se ofereceu para representar a Sonora. Não houve uma resposta efetiva.
  • Eliana e Flora recordaram a reunião com as professoras integrantes da rede Não Cala. Após o relato, foi sugerido que a rede organize um evento para discutir assédio. Ana Laura conhece uma advogada especialista no assunto, Bruna Santiago.
  • Lilian contou que ela e a Valeria pretendem escrever sobre a Sonora no artigo para o Dossiê Temático de gênero que está sendo organizado pela Eliana na Revista Música. Todxs concordaram e apoiaram a iniciativa.
  • Carolina contou que vai para o Foro y Simposio Coral Americano (ela é do comitê acadêmico) em San Juan, AR, de 14 a 16/6. A maioria dos trabalhos enviados é da autoria de mulheres.
  • Carol arrumou a página inicial do site.
  • Mariana lembrou que a Revista Linda também recebe artigos sobre mulheres e música experimental, eletroacústica e afins.
  • Mariana disse que a Sonora tem recebido muitos convites por estar sendo reconhecida como uma entidade única no nosso meio, mas que sente falta das nossas atividades regulares.
  • Lilian contou sobre as duas keynotes latino-americanas que participaram do Sonologia – a costarriquenha Susan e a colombiana Ximena -, e que se interessam em fazer projetos com a Sonora. A Ximena deu entrevista para um programa de radio da Sonora e a Susan ficou de voltar em novembro deste ano para trabalhar com a rede por uma semana.
  • Natalia, da UNESP e EMESP, quer fazer projetos com obras de compositoras em parceria com a Sonora. Foi sugerido realizarmos um evento da serie Visões com o grupo Vozes Inaudiáveis, de que a Natalia faz parte.
  • Tide pediu um retorno sobre as instalações e trabalhos no Sons do Silício. Foi sugerido que façamos um encontro sobre isso.

Radio

  • Mariana fez um relato sobre as nossas atividades em torno dos programas de radio que estamos fazendo (embora estejam parados neste momento).
  • Foi sugerido retomar o programa inicial para terminar até o fim do semestre.

Sugestões de atividades

  • Grupos de Estudos. Mariana sugeriu o texto Hydrofeminism, de Astrida Neimanis.
  • Escuta: com Cassia Carrascosa ou com Lidia Bazarian. Lilian ficou de ver as datas possíveis para elas.
  • Entrevista com Delalande, sugerida e organizada pela Teca Alencar de Brito. O problema é que esta atividade não cabe nas nossas séries regulares pelo fato de que o convidado é um homem que fala de metodologias criadas por homens. A Teca queria que a Sonora apoiasse o NuSom neste evento para ter mais público. O evento é dia 10/5.
  • Concerto da Jazzmin’s: Eliana, ou Carol, ou Flora, ficaram de ver datas no Espaço das Artes em junho. A Lis, representante das Jazzmin’s, sugeriu dia 19 ou 26/6.
  • O percussionista Renan Proença está interessado em realizar um concerto com obras de compositoras. Ele quer que a Sonora indique peças e possíveis parcerias para o evento.
  • Conversa com a advogada Bruna Santiago sobre assédio.

Calendário

  • 6/5 – Audição do programa de radio? Flora vai responder.
  • 13/5 – Conversa sobre a radio e escuta do 1º programa.
  • 20/5 – GE com texto Hydrofeminism.
  • 27/5 ou 3/6 – Vozes Inaudiáveis? A outra seria operacional.
  • 10/6 – Teca convida Delalande.
  • 19 ou 26/6 – Jazzmin’s no Espaço das Artes?
  • 1/7 – Pizza!

Para a próxima reunião

  • Se a Flora mandar o projeto do 1º programa de rádio haverá sessão de escuta e avaliação do mesmo.
Compartilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *